Digite o que procura

O que é Biologia Molecular e onde se aplica? Parte 1

20/02/2018
Compartilhar

Reunimos em 3 artigos muita informação e curiosidades sobre a biologia molecular. O que é? Como surgiu? Os principais acontecimentos, descobertas e inovações que marcaram época e contribuíram para biologia molecular revolucionar inúmeras áreas. E onde encontramos? Muito mais próxima do que imaginamos. Destacamos algumas profissões que atuam diretamente com a biologia molecular. Perdeu algum artigo? Confira aqui a parte 2 e a parte 3.

Biologia Molecular

A biologia molecular é a área da biologia que estuda os organismos do ponto de vista molecular, focando principalmente na base de todos organismos, os ácidos nucleicos, RNAs e DNAs. Nascida da junção dos ramos da genética, da bioquímica e da biologia celular, a BioMol é um campo que visa compreender e estudar os processos de replicação, transcrição, tradução do material genético, assim como as regulações desses processos e seus possíveis erros e características. Historicamente, a microbiologia exerceu um papel fundamental no desenvolvimento da biologia molecular, pois a maioria dos conceitos-chave e das técnicas de biologia molecular se originou a partir de estudos e experimentos realizados principalmente com bactérias, fungos e vírus.

A descoberta do DNA e RNA

A história do DNA começa no ano de 1869 com o bioquímico alemão Johann Friedrich Miescher. A descoberta aconteceu por meio da análise do núcleo de células vindas dos glóbulos brancos do pus de feridas. O uso desse material se justificava porque essas células têm núcleo maior e são mais fáceis de isolar. Em meio as pesquisas, foi notada a presença de algo ácido e desconhecido. Na época, Miescher chamou essa substância de nucleína.

Mas foi somente em 1953 a descoberta do atual modelo de dupla hélice do DNA, proposto por James Watson e Francis Crick (do artigo Molecular Structure of Nucleic Acids: A Structure for Deoxyribose Nucleic Acid). Comprovando que o DNA contém a informação genética de todos os organismos vivos e é responsável pela transmissão hereditária. Por essa descoberta, em 1962 eles receberam o Prêmio Nobel de Medicina e Fisiologia, tornando-se os cientistas mais importantes da história moderna.

Biomedicina

Biomedicina é a área da saúde dedicada à pesquisa de doenças: identificar, classificar e desenvolver curas para os males que microrganismos causam em seres humanos, animais e plantas. Outro ponto forte da carreira é o desenvolvimento e aperfeiçoamento de tratamentos, remédios e vacinas. É um campo aplicado fortemente a pesquisas.

É uma carreira que vem se tornando muito popular no Brasil, impulsionada por novas descobertas científicas, pelo crescimento das pesquisas de tratamento genético (células-tronco), tratamentos de fertilidade, descoberta e cura de novas doenças e a necessidade de criar ou melhorar vacinas.

A biomedicina é uma área bastante diversificada e oferece aos seus profissionais várias áreas distintas de atuação graças a precisão e abrangência dos testes moleculares. A biologia molecular possui um enorme valor, não só na investigação de questões científicas básicas, mas também na solução de problemas que afetam a condição humana em geral.

As diferentes áreas de atuação

Nas próximas 3 semanas falaremos em nosso blog das principais áreas de atuação da biomedicina e da biologia molecular. Existem mais de 30 habilitações na biomedicina nos mais diferentes ramos.

Selecionaremos algumas das que mais se destacam. Acompanhe conosco!

Acupuntura

A acupuntura faz parte da medicina tradicional chinesa originado há mais de 4.500 anos. Sua teoria baseia-se na existência de fluxos de energia no corpo e a interrupções destes fluxos podem ser responsáveis pelo desenvolvimento de doenças. A aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo serve para corrigir esses desequilíbrios do fluxo de energia. Cientistas afirmam que os nervos estimulados desencadeiam a liberação de endorfinas (analgésicos naturais) e o aumento do fluxo sanguíneo, alterando a atividade cerebral.

O Biomédico habilitado em Acupuntura, poderá realizar, chefiar e orientar pesquisas de campo, científicas, clínicas e experimentais no âmbito da Acupuntura Tradicional e Moderna Chinesa. As atribuições do biomédico acupunturista foram recentemente atualizadas, através da Normativa 001/2016, de 28 de janeiro de 2016.

Genética

O trabalho com a genética se divide em três categorias principais: diagnóstico, detecção de genes específicos em portadores e pesquisa científica. O biomédico geneticista que atua no diagnóstico e detecção de genes, auxilia no tratamento e aconselhamento genético de pacientes com doenças hereditárias. Outra especialidade é a análise e detecção de anormalidades genéticas e mutações presentes no DNA. Na parte da pesquisa, é realizado o estudo das características herdadas de seres humanos, animais e plantas. Com base nos resultados dessas pesquisas, os laboratórios conseguem desenvolver novos produtos e medicamentos cada vez mais modernos e precisos.

Hematologia e banco de sangue

O biomédico hematologista faz o diagnóstico e acompanhamento de doenças do sangue e órgãos hematopoiéticos. Realizam uma série de exames com a finalidade de estudar a morfologia e fisiologia do sangue e seus componentes. As principais doenças detectadas são: leucemia, anemia e desordens na coagulação. Os biomédicos de banco de sangue auxiliam no fornecimento de sangue e hemoderivados junto aos hospitais. Eles são responsáveis pela identificação dos grupos sanguíneos e testes de compatibilidade entre doadores e receptores de transplantes e na preparação dos componentes do sangue o do plasma.

Bromatologia

A bromatologia relaciona-se com tudo aquilo que, de alguma forma, é alimento para os seres humanos e animais e tem a ver desde a produção, coleta, transporte da matéria-prima, até a venda como alimento natural ou industrializado. Verifica-se as especificações legais do alimento, detecta a presença de adulterantes, aditivos que são prejudiciais à saúde, se a esterilização é adequada, se existiu contaminação com tipo e tamanho de embalagens, rótulos, desenhos e tipos de letras e tintas utilizadas. Enfim, tem a ver com todos os diferentes aspectos que envolvem um alimento, com isso permitindo o juízo sobre a qualidade do mesmo.

Perícia criminal

A perícia criminal é parte fundamental no processo de aplicação da lei. Os peritos são responsáveis pela identificação, coleta e análise de evidências nas cenas do crime. São eles que processam amostras para que sejam usadas como evidências. O biomédico é responsável pela análise química, genética (análise de DNA, exame de vínculo genético, identificação do corpo) e molecular dessas evidências. As principais áreas de atuação são laboratorial, genética forense, perícias externas (local do crime), perícias ambientais e balística forense. Os peritos criminais são selecionados mediante concurso público (federal ou estadual).

Tags:

Você pode gostar também