Digite o que procura

Infecções por fungos – proteja sua saúde!

14/05/2019
Compartilhar

Já pensou quais as são chances de contrair uma infecção por fungos? Aqui vão 10 questões para você conhecer as infecções fúngicas, aprender como elas podem te fazer adoecer e saber o que você precisa fazer para se manter saudável.

Fungos estão em todo lugar. Existem milhões de espécies diferentes de fungos na Terra, mas apenas 300 deles são conhecidos por deixar pessoas doentes. Infecções fúngicas são causadas frequentemente por fungos microscópicos, aqueles comuns no meio-ambiente. Fungos podem viver no solo ao ar livre e nas plantas, assim como muitos outros em superfícies internas e na pele humana.

Infecção fúngica na pele pode causar erupções e são muito comuns. Por exemplo, a micose é uma infecção epitelial causada por fungos. Já infecção fúngica nos pulmões pode ser mais séria e geralmente os sintomas são similares a outras doenças, como gripe ou tuberculose.

A meningite fúngica e infecções na corrente sanguínea são menos comuns do que infecções na pele e pulmões, mas podem ser fatais. Como os sintomas de infecções por fungos são tão similares a outras doenças, o diagnóstico adequado e tratamento são frequentemente tardios.

Quanto mais você conhecer sobre as infecções por fungos e a chance de contraí-las, melhor você pode proteger sua saúde.

Imagem:Colônia de fungos Candida albicans em Placa de Petri.
Imagem: Colônia de fungos Candida albicans em Placa de Petri.

10 questões que ajudam a entender quais são as chances de contrair uma infecção por fungos

1. Onde você mora e viaja?

Os fungos que podem causar sérias infecções são mais comuns em algumas partes dos Estados Unidos e do mundo. Por exemplo, os fungos que causam a Valley fever (também chamada coccidioidomicose) são encontrados principalmente no sudoeste dos EUA. Os fungos que causam histoplasmose e blastomicose ocorrem com mais frequência no leste do país. Estes geralmente causam infecção pulmonar que muitas vezes é confundido com uma gripe ou pneumonia bacteriana.

2. Que tipo de atividades você está fazendo?

Fungos prejudiciais podem ser encontrados no ar, poeira e no solo. O histoplasma cresce especialmente bem em solo que contém excrementos de pássaros e morcegos. Durante atividades como escavação, jardinagem, limpeza de galinheiros ou visita a cavernas você pode inalar fungos que causam infecção.

3. Você tem cachorro ou gato?

Pessoas podem contrair micose dos seus pets. Cachorros e gatos com micose as vezes têm manchas circulares e sem pelos na pele e algumas erupções cutâneas. Animais adultos nem sempre apresentam estes sintomas.

4. Você tomou antibióticos recentemente?

Antibióticos podem deixar mulheres mais propensas a ter candidíase vaginal, conhecida também por infecção fúngica vaginal. Gestantes ou aquelas que estão com o sistema imunológico enfraquecido são as que estão mais propensas a esta condição. Homens também podem ter candidíase genital.

5. Você está tomando algum medicamento que afeta seu sistema imunológico?

Medicamentos para tratar de condições como artrite reumatoide ou lúpus podem enfraquecer seu sistema imunológico e aumentar as chances de contrair uma infecção fúngica.

6. Você tem HIV/AIDS?

Pessoas com HIV/AIDS (particularmente aqueles com CD4 abaixo de 200) podem ter mais chances de contrair uma infecção por fungos. Duas das infecções fúngicas mais conhecidas associadas com HIV/AIDS nos EUA são a candidíase oral e a pneumonia por pneumocystis (PPC). Em todo o mundo, a meningite por cryptococcal é a maior causa de adoecimento de portadores de HIV.

7. Você vai ser hospitalizado?

Nos Estados Unidos, uma das infecções de sangue mais comuns em pacientes internados são causadas pelo fungo chamado Candida albicans. A cândida normalmente vive no sistema gastrointestinal e na pele sem causar muitos problemas, mas em uma internação hospitalar pode entrar na corrente sanguínea e causar uma infecção.

8. Você recebeu um transplante recentemente?

Pessoas que tiveram recentemente um órgão transplantado ou receberam células-tronco têm grandes chances de desenvolver uma infecção fúngica enquanto o sistema imunológico estiver debilitado. Médicos prescrevem remédios antifúngicos para alguns pacientes transplantados para prevenir o desenvolvimento de uma infecção por fungos.

9. Você está fazendo quimioterapia ou radioterapia?

O tratamento do câncer, como quimioterapia e radiação, enfraquece seu sistema imunológico e podem aumentar as chances de você contrair alguma infecção por fungos enquanto a imunidade estiver mais baixa.

10. Você tem sintomas de pneumonia que não melhoram com antibióticos?

Infecções fúngicas, especialmente infecções pulmonares como Valley fever (coccidioidomicose), histoplasmose e aspergilose podem ter sintomas similares das infecções bacterianas. Contudo, antibióticos não funcionam para infecções por fungos. O teste precoce para infecção fúngica reduz o uso desnecessário de antibióticos e permite pacientes começarem tratamento com antifúngico, se necessário.

Qualquer um pode pegar uma infecção fúngica, até mesmo indivíduos saudáveis. Pessoas respiram ou entram em contato com esporos fúngicos todos os dias sem ficar doentes. Contudo, quando estão com baixa imunidade estes fungos podem causar uma infecção.

Você pode aprender mais sobre os sinais, sintomas e tratamento das infecções fúngicas visitando o site do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

Tags:

Você pode gostar também